Google Maps
Consultórios PROCURAR-SE
Av. Raja Gabaglia, 4453 - conj. 8 - Sta.Lúcia
Rua Montes Claros, 1003 - Bairro Anchieta
Alameda da Serra, 500 - conj. 310 - Vila da Serra
Dicas, dúvidas, sugestões procurar@procurarse.com.br
Mapa do site SÝN - Um modelo de Sinergia em Saúde Os 7 Labirintos De Amor e Outros Encontros Rede Interdependência
O QUE É HOMEOPATIA?
_ Topo

A homeopatia é uma especialidade médica que baseia seu método terapêutico na "lei dos semelhantes", ou seja, usa remédios extraídos da natureza (reinos mineral, vegetal ou animal) em doses mínimas diluídas e dinamizadas. Esses medicamentos apresentam características semelhantes aos sintomas e personalidade da pessoa para quem se indica. Daí a necessidade de uma consulta minuciosa em que se tenta conhecer o máximo de dados da pessoa.

A homeopatia vê o ser humano como um todo e as suas doenças como sinais de desequilíbrio da energia vital. O desequilíbrio da energia vital manifesta-se, de início, através de alterações sutis, principalmente no nível mental (emotivo - afetivo) e através de disfunções como as do sono, da vitalidade, da menstruação, do funcionamento intestinal, etc. Posteriormente é que a doença se torna orgânica, com manifestação no físico. Os sintomas são uma tentativa da energia vital reequilibrar-se e devem ser avaliados como partes da história global do paciente. O tratamento homeopático respeita a natureza individual e visa o fortalecimento do organismo, estimulando sua reação aos obstáculos que impedem um estado mais equilibrado e saudável do ser. Busca a recuperação da saúde física e psíquica dos pacientes, contribuindo com o processo de compreensão e evolução da sua estória pessoal.

A aliança terapêutica e a participação do paciente são dois dos principais pilares que dão suporte ao tratamento homeopático. Este, muitas vezes, é associado à dietoterapia e/ou à fitoterapia (chás) e outras terapêuticas que favorecem hábitos saudáveis. A homeopatia deve trabalhar, quando se fizer necessário, com outras especialidades médicas, com a fisioterapia, a psicoterapia, etc, em prol da saúde da pessoa que a escolhe como forma de tratamento.

O QUE É ANTROPOSOFIA ?
_ Topo

É uma ciência de compreensão do homem, desenvolvida na Alemanha, de início por Rudolf Steiner, filósofo e teósofo, a partir do começo do século XX.

Alguns médicos, como a Dra. Ita Wegman, trouxeram essa visão para a Medicina como uma forma de complementar a Medicina Tradicional e ampliar a arte de curar.

O homem é visto como um ser físico, emocional e espiritual, formado por quatro corpos correspondendo aos elementos da natureza. Assim: corpo físico - terra; corpo etérico - água; corpo astral ou mental - ar; espiritual ou EU - fogo. Seu modo de funcionamento obedece a uma TRIMEMBRAÇÃO: sistema neurossensorial, sistema rítmico e sistema metabólico. Esse raciocínio orienta toda a terapêutica: medicamentos de preparação específica, massagem rítmica, terapia artística. O objetivo é restaurar o equilíbrio dinâmico entendido como saúde, através da harmonização entre os quatro corpos pelo bom funcionamento dos três sistemas.

O QUE É PSICOTERAPIA ?
_ Topo

A origem da palavra sugere ser um "tratamento para a alma" ( psique ).

O psiquismo é constituído pelos aspectos mentais e emocionais de cada um. A mente, consciente ou não, contém todos os registros da história pessoal, a memória de todos os fatos e a forma de elaboração deles. É essa elaboração que transforma fatos em vivências, em experiência. E assim são definidos os padrões de comportamento, as normas de conduta, formas de reação e atuação no mundo.

Os aspectos emocionais incluem os sentimentos e afetos, em todas as suas graduações. Não é possível escolher o que se vai sentir. Sentimento sente-se, independente de se querer, de se gostar, de ter lógica, de ser sensato... Quando a emoção vem, pode-se ignorá-la e até negá-la, mas ela acontece. E por que se sente isso ou aquilo, dessa ou daquela forma? A resposta está em como foi o aprendizado do sentir na vida. Aprende-se a sentir desde a barriga da mãe. Alguns sentimentos são incentivados e outros são condenados na criação de cada pessoa. É importante lembrar que o bebê precisa e quer agradar aos pais e assim obter a segurança de seu amor e proteção. Logo, o padrão emocional desenvolvido obedece às primeiras relações entre uma criança e as pessoas que cuidaram dela.

A vivência de um processo psicoterápico inclui fundamentalmente uma REVIVÊNCIA AFETIVA de todas as questões. A diferença é que, aqui, elas são também objetos de análise, compreensão e fator de crescimento. É por isso que as psicoterapias são processos mais longos pois implicam em tempo para desenvolverem-se os profundos vínculos de intimidade e confiança, essenciais para que todos os afetos possam aparecer e todas as "ameaças" sejam enfrentadas. A vantagem disso é o aprendizado duradouro de como lidar e expressar a singularidade de si mesmo.

A consciência dos próprios processos internos e dos registros da história pessoal possibilita que o indivíduo faça uma escolha livre sobre a continuidade do seu caminho de vida. Seu padrão de comportamento não tem que ser um ato repetitivo. Quando se mergulha nas emoções, nos conflitos, nas humanas sensações de divisão entre o bem e o mal, pode-se encontrar uma nova forma de expressão no mundo. Essa seria a liberdade de escolha: a de não apenas repetir os padrões de criação.

Essa é a busca da psicoterapia, um processo terapêutico de abordagem pelo psicoemocional. Resulta em auto-conhecimento por elucidar os mecanismos de funcionamento mental e afetivo da pessoa. Permite a compreensão de fatos, atitudes, sentimentos e formas de reações do sujeito frente aos outros, ao mundo, a si. Mais do que o entendimento racional, a psicoterapia visa a elaboração consciente dos próprios afetos, conflitos, dualidades e angústias, identificando suas origens, raízes e percursos. As técnicas para isso são muitas. A escolha é norteada pela identificação pessoal com cada processo. O essencial é ter boas referências do profissional, ou da equipe, sendo-se criterioso com a escolha de quem irá lhe ajudar a re-escrever a sua própria trajetória de vida.

É de grande benefício para a evolução das relações, para o crescimento pessoal e para o bem-estar consigo mesmo. Está indicado para todas as pessoas que desejam saber mais profundamente de si mesmas. É tratamento para os casos de depressão, angústia, stress, pânico, somatizações bem como outros sintomas psico-emocionais.

O QUE É REABILITAÇÃO POSTURAL GLOBAL?
_ Topo

Através da prática da senso-percepção é possível uma ampliação da consciência corporal.

Com ajuda de manobras manuais e sempre com a visão do corpo como um todo, são praticadas as auto posturas de alongamentos (específicas para cada caso) e, por conseqüência, consegue-se um reequilíbrio e harmonia da musculatura, bem como o realinhamento articular e da postura, globalmente.

Pode-se sentir a mudança através da remissão de dores, percepções de conforto, leveza, liberdade, ampliação dos movimentos e da respiração.

O QUE É OSTEOPATIA?
_ Topo

A osteopatia é um tratamento manual que visa a normalização da estrutura corporal, através de manipulações articulares e técnicas específicas para tecidos moles.

O local da dor nem sempre é o local a ser tratado. A osteopatia trata a causa. Portanto, o paciente é visto em sua globalidade.

Considera-se que quando melhora a estrutura física, por conseqüência melhora a sua função.

Para a osteopatia, o corpo é capaz de auto curar-se, quando a integridade da sua estrutura é restabelecida.

O QUE É REUMATOLOGIA?
_ Topo

Trata-se da especialidade que cuida de doenças dos músculos, ossos, articulações e do tecido conjuntivo. Este é o elemento estrutural do organismo. O tecido conjuntivo faz parte do arcabouço de diversos órgãos bem como da parede dos vasos sanguíneos. A inflamação deste tecido é a causa de grande parte das doenças reumáticas.

A origem dessas patologias é, em geral, de natureza auto-imune. Isso significa dizer que o próprio sistema imunológico se desequilibra e passa a provocar danos.

Existem ainda os reumatismo ligados ao envelhecimento, como a artrose e a osteoporose.

Há também uma modalidade de reumatismo que está intimamente ligada ao estado emocional, chamada fibromialgia, que por se manifestar como dores difusas no corpo deve ser investigada por um reumatologista para que possa ser distinguida de outras doenças.

Não existe uma única doença chamada "reumatismo", mas há sim dezenas de doenças que se manifestam principalmente por dores articulares, musculares e cutâneas.

Mais raramente, as doenças reumáticas podem acometer órgãos internos como os rins, pulmão, fígado e até mesmo o cérebro.

O QUE É MASSAGEM RÍTMICA?
_ Topo

A vida atual expõe as pessoas a vários tipos de poluição (alimentar, sonora, visual, auditiva, atmosférica, etc) que as agridem constantemente. Os fatores de estresse agem continuamente no cotidiano urbano. Assim, o ritmo natural do organismo saudável acaba por se alterar e aparecem sinais e sintomas como dores de cabeça e musculares, insônia, depressão, problemas digestivos e circulatórios que, se não tratados, podem evoluir para quadros mais sérios.

A Massagem Rítmica trata o homem por inteiro: o corpo físico (musculatura, coluna vertebral, articulações, etc), corpo mental (sedação dos pensamentos hiperativados), corpo emocional (angústias, taquicardias, raivas, medos, etc). a massagem descongestiona esses corpos e os harmoniza, melhorando o seu estado geral, devolvendo-lhes o ritmo aos poucos.

A Massagem Rítmica é de grande valia nas patologias mais graves, pois o organismo mais harmonizado responde melhor aos medicamentos. Com fricções e compressas no fígado, vesícula biliar, baço, pâncreas, rins e demais vísceras, estimula-se a desintoxicação que favorece a resposta do organismo aos outros tratamentos necessários. Por restabelecer o fluxo no corpo, auxilia também o emagrecimento nos casos de obesidade.

Existem ainda técnicas específicas para restabelecer a vitalidade, devolvendo assim o estado de ânimo. Esse tipo de massagem tem um ritmo próprio de aplicações conforme cada paciente. É indicado fazer desde uma sessão apenas ou uma série de 10 sessões, uma ou duas vezes por semana, repetindo essa série com intervalo de seis meses, conforme a resposta curativa do paciente. Enfim, a massagem rítmica restaura as forças do indivíduo de forma harmonizada e equilibrada, permitindo assim, a superação de suas doenças ou o melhor enfrentamento das pressões do dia-a-dia.

O QUE É DRENAGEM LINFÁTICA?
_ Topo

O sistema linfático foi estudado pela primeira vez no ano de 1700 pelos cientistas Barttholin e Rudbeck, cujos trabalhos estabeleceram uma idéia precisa da existência de um sistema de líquidos diferente do sanguíneo, proveniente dos espaços extracelulares e que vertia seu conteúdo (um misto de células e substâncias dissolvidas - 60% de gorduras e toxinas) no sistema venoso. Na linfa encontram-se células especiais, como os linfócitos e os leucócitos que são tipos de glóbulos brancos responsáveis pela defesa do organismo. Os vasos linfáticos ajudam o sistema vascular sanguíneo na remoção de impurezas; distribuem pelo corpo as gorduras recolhidas nos intestinos; contribuem para o funcionamento dos mecanismos de defesa do organismo.

É importante saber que, se o líquido intersticial não fosse reabsorvido dos espaços intercelulares, os tecidos no organismo iriam inchar progressivamente, formando um edema.

"Atuando diretamente sobre o sistema linfático, a massagem de drenagem linfática manual acelera a renovação dos líquidos extracelulares, ajudando os capilares linfáticos na absorção da linfa, aumentando a velocidade de seu transporte através dos vasos."

A drenagem linfática possui efeitos benéficos sobre:

  • velocidade do transporte da linfa;
  • funcionamento do intestino;
  • absorção de nutrientes pelo trato digestivo;
  • problemas circulatórios em geral;
  • a desintoxicação da musculatura (fadiga);
  • a distribuição dos hormônios.

INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS:

  • retenção de líquidos
  • celulite (hidrolipodistrofia);
  • rejuvenescimento através da circulação - combate radicais livres;
  • pré e pós operatório;
  • má circulação sanguínea de retorno;
  • musculatura tensa;
  • tensão nervosa.
O QUE É LUDOTERAPIA ?
_ Topo

De uma forma bem simples, a Ludoterapia é uma técnica psicoterápica de abordagem infantil baseada no fato de que o brincar, o jogo é o meio natural da auto-expressão da criança.

Durante o tratamento, é dada à criança uma oportunidade de se libertar de seus sentimentos e problemas através do brinquedo, da mesma maneira que, na terapia de adultos, o indivíduo resolve suas dificuldades através da fala, da reflexão mais profunda sobre o dito e o feito.

Os brinquedos e jogos permitem que o trabalho ludoterápico funcione como forma de expandir sentimentos acumulados de tensão, frustração, insegurança, agressividade, medo e confusão.

A atividade lúdica é a linguagem simbólica da criança, o seu modo de expressão e, portanto, um meio de comunicação. Toda essa atividade é imediatamente interpretada de acordo com o significado simbólico estabelecido pela teoria psicanalítica, dentro do contexto de vida da criança. Evidentemente, na análise de crianças, não podemos subestimar a importância da fantasia e da transformação em ação. Normalmente, a interpretação produz efeitos muito rápidos, tais como a evolução dos jogos, a consolidação dos vínculos afetivos, a diminuição da ansiedade.

Quando a criança vem para a Ludoterapia, vem na maior parte das vezes através de um adulto (os pais, parentes, etc.) e traz sempre a queixa de uma dificuldade ou um problema ou um sintoma. Chamamos de sintoma a expressão simbólica de um distúrbio psíquico, ou seja, algo que não está funcionando bem. Os sintomas são diversos: dificuldades de aprendizagem, insônia, pesadelos, enurese, gagueira, agressividade, temores, insegurança, timidez excessiva, desvios alimentares, etc. Tais distúrbios são apenas o termômetro de que alguma coisa não vai bem na vida da criança.

Quando a criança encara suas dificuldades, tal como os adultos, sua angústia é muitas vezes atenuada quando esta pode assumir uma forma simbólica: por exemplo, um dragão, uma chuva, uma feiticeira, uma águia, etc. No fundo, estes são elementos imaginários contra os quais se pode lutar e vencer, seja matando-os na fantasia ou transformando-os em símbolos positivos. Todas essas figurações, esses símbolos estão dentro do íntimo de cada criança.
Cabe ao processo de Ludoterapia evidenciá-los e interpretá-los, disponibilizando sua energia para a vida útil.

Através da Ludoterapia, como nos contos de fadas, nas fábulas, as crianças associarão a simbologia a seus problemas - eliminando-os com o tempo.
É importante a criança encarar o mundo sem medo de perder-se, enfrentando a realidade de todos os dias, vendo as coisas na medida certa e contando com suas próprias forças para conseguir sucesso do melhor modo.

Os pais costumam se sentir culpados e constrangidos ao buscar uma ajuda psicológica, têm medo de que seus filhos sejam doentes mentais e de serem julgados pelos erros que talvez tenham cometido na sua educação. Eles precisam lembrar que toda criança está incluída na história familiar. O olhar dos pais é o espelho do filho, é o que lhe dará uma noção de quem ele será. Seu futuro está diretamente exposto a esse desejo.

A indicação de Ludoterapia é útil como uma forma de suavizar as dificuldades das crianças normais, de ajudá-las a mobilizar recursos para superar seus problemas, além dos casos de crianças com perturbações mentais evidentes e com desenvolvimento insuficiente.

Para a Psicanálise, brincar é uma das atividades das mais sérias. Ela promove e permite a estruturação do sujeito. É brincando que a criança se apropria do mundo simbólico e faz sua entrada na linguagem e na cultura.

O QUE É MICROFISIOTERAPIA ?
_ Topo

É uma técnica francesa que vem sendo desenvolvida na França desde a década de 70 e foi introduzida no Brasil por volta do ano de 2005.

Esta técnica consiste em localizar no corpo do paciente informações de eventos de agressões traumáticas, emocionais, tóxicas, microbianas e ambientais que o organismo não conseguiu eliminar e que ficaram registradas através de memórias no corpo. Estes bloqueios atrapalham o funcionamento das células causando dores, disfunções e doenças. Os microfisioterapeutas são habilitados para descobrir os bloqueios e desativá-los eliminando, assim doenças e promovendo a saúde.

A SESSÃO: O paciente deita na cama as pernas flexionadas vestido com qualquer tipo de roupa. Então guiado por "mapas", desenvolvidos pelos criadores da microfisioterapia, o fisioterapeuta palpa lugares específicos procurando restrições (causas não eliminadas) a serem liberadas.

INDICAÇÕES: É indicada pra qualquer idade, desde recém nascidos até jovens ou pessoas em idade avançada, portadores ou não de deficiências. É uma técnica sem contra-indicações, atuando na causa primária de um sintoma, ou também de maneira preventiva.

É indicado por exemplo para:

  • Dores crônicas
  • Alergias
  • Enxaquecas
  • Depressão, Síndrome do pânico
  • Fibromialgia
  • Distúrbio de sono
  • Problemas ortopédicos (lombalgia, dor na coluna cervical, torácica, etc.)
  • Ansiedade, Hiperatividade
  • Prevenção de doenças
  • Entre outros ...

CONTRA INDICAÇÕES: Não existe agravamento das patologias, poderão surgir reações físicas ou emocionais.

REAÇÕES: O corpo tenderá eliminar os agentes agressores e poderão surgir reações físicas e/ou emocionais que devem desaparecer em dias ou semanas.

CONDIÇÕES GERAIS: As sessões geralmente são espaçadas entre 30 e 90 dias dependendo da prescrição e estado de cada pessoa; resultados devem surgir entre as duas ou três primeiras sessões.

A Microfisioterapia é uma técnica complementar que visa encontrar e apagar a causa dos eventos, não se opõe a Medicina ou Fisioterapia, atua de forma preventiva ou curativa.

(Colaboração da fisioterapeuta Caroline Mendes Nery Botelho)

O QUE É CONSTELAÇÃO FAMILIAR ?
_ Topo

Constelação Familiar ou Constelações Familiares.

O trabalho com as Constelações Familiares foi criado por Bert Hellinger na década de 80, pela constatação de que fatos ocorridos na história ancestral de uma família influenciam toda a dinâmica inconsciente das pessoas. Suas técnicas visam trazer elucidar os entrelaçamentos sistêmicos na família que costumam causar sofrimentos repetitivos, de gerações em gerações.

Muitos dos conflitos e desequilíbrios emocionais são transmitidos pelo sistema familiar, onde se repete, inconscientemente, a mesma história e destino de algum membro ancestral.

Por meio das Constelações, é possível reorganizar o sistema familiar, desfazendo "emaranhamentos e vínculos invisíveis", dissolvendo padrões destrutivos, restabelecendo as Ordens do Amor. Hellinger parte do pressuposto de que o amor é a energia que rege todas as relações familiares. Encontrar o ponto de bloqueio dessa energia permite refazer as possibilidades relacionais em novos padrões.

Assim é possível encontrar boas soluções para todos, resgatando a força amorosa dos antepassados, reconhecendo-os e identificando aquilo que pertence a cada ser. Cada indivíduo segue com o que é essencialmente seu, visualizando os passos necessários ao processo de harmonização ou reconciliação com os familiares, de maneira que cada pessoa possa ocupar o seu lugar no sistema familiar com dignidade, respeito e honra.

As constelações podem ser realizadas em grupo ou individualmente.

O QUE É TCC?
_ Topo

T.C.C. ou Terapia Cognitivo Comportamental é uma terapia ativa, que visa ensinar o paciente a reconhecer pensamentos e crenças, principalmente as idéias distorcidas geradoras de seus problemas.

A TCC propõe o reconhecimento das vinculações entre pensamento, afeto e comportamento, visa também, examinar as evidências a serviço de pensamentos que são automaticamente distorcidos e ensina a pessoa a substituir esses pensamentos por interpretações mais lógicas e orientadas para a realidade, determinando afeto e comportamentos mais positivos.

O Terapeuta Cognitivo Comportamental trabalha em conjunto com o cliente, aplicando e ensinando uma série de técnicas para que a pessoa possa sentir-se melhor, ao mesmo tempo que adquire autoconhecimento.

O QUE É EMDR?
_ Topo

E.M.D.R. ou Tratamento de Experiências Traumáticas por meio de estimulações dos hemisféricos cerebrais: trata-se de método de dessensibilização e reprocessamento de experiências emocionalmente traumáticas, por meio de estimulação bilateral do cérebro. Essa abordagem para o tratamento de traumas emocionais foi desenvolvida pela doutora Francine Shapiro, no final dos anos 80, na Califórnia.

COMO FUNCIONA O E.M.D.R?

A focalização de elementos da memória traumática e a estimulação bilateral (visual, auditiva ou tátil) promovem o diálogo entre os hemisférios cerebrais e a metabolização (reprocessamento) do trauma. Em pouco tempo, o indivíduo tem a sensação de maior distanciamento da perturbação traumática. Espontaneamente, começa a reavaliar a experiência a partir de uma perspectiva mais otimista. Por exemplo, após o reprocessamento, a lembrança do que antes era uma morte traumática, normalmente perde sua capacidade de mobilizar o indivíduo, facilitando o resgate das lembranças de bons momentos. A partir dessas conquistas, a pessoa pode se organizar melhor, superar sentimentos de culpa inadequados, planejar melhor o futuro e desejar coisas boas para si. cultura.

O QUE É FAO?
_ Topo

Reproduzimos abaixo o texto "As ultradiluições homeopáticas no método FAO - um novo olhar sobre o estresse" da Drª Míria de Amorim que encontramos no site do
Instituto FAO _ e que explica muito bem o método FAO.

Nos dias de hoje, quem é médico sabe que a primeira queixa de qualquer paciente se traduz na palavra estresse. Em quase 100% das vezes, a pessoa que chega à primeira consulta homeopática literalmente verbaliza: "estou quebrado energeticamente" ou "eu não sou mais o mesmo". "Estou estressado".

Na realidade, o estresse, representado pelas atribulações do cotidiano, vai criando impactos sobre os centros dinâmicos do organismo e, se essa pressão de vida externa for maior do que o que a estrutura psíquica e emocional do indivíduo seja capaz de suportar, ocorre uma ruptura e o sistema como um todo entra em estresse.

Esses centros dinâmicos, denominados de chakras pelas antigas tradições, se relacionam com as principais glândulas do organismo e a predisposição de uma pessoa de estar mais susceptível em um centro dinâmico ou outro vai depender de uma tendência genética e familiar de vulnerabilidade maior ou menor para chakras específicos.

Normalmente, os grandes golpes existenciais vividos pelas pessoas - decepções amorosas, falências nos negócios, seqüestros, assaltos, perdas de entes queridos, grandes mágoas, ou grandes preocupações que se estendem por longa data promovem, na grande maioria das vezes, rupturas importantes desestabilizando esses centros dinâmicos. Em geral, se nada for feito para reorganizar a energia a esse nível profundo, no prazo de um ano ou pouco mais, surge uma doença expressando a resultante desse desequilíbrio.

A pessoa que entra nesse estresse interno tem uma clara sensação de que deixou de ser ela mesma, começa a apresentar alterações de comportamento e a estranhar suas próprias atitudes. Observa uma redução de seu potencial de realização, de criatividade, de sexualidade e de resposta aos estímulos da vida, terminando por adoecer fisicamente.

É importante ressaltar que essa quebra energética pode ocorrer também por conta de agentes químicos, como no caso das intoxicações; de agentes biológicos, como no caso de o organismo entrar em contato com um agente infeccioso de grande virulência; ou ainda por agentes físicos como as radiações.

No final de todo o processo, quando o indivíduo adoece, surge ainda o estresse gerado pela própria doença, perpetuando dessa forma esse ciclo mórbido, agravado ainda pelos efeitos colaterais dos medicamentos, cirurgias e todas as intervenções que vão se configurando à frente. Na realidade, o ciclo do estresse se cumpre em todas as suas etapas, porque a medicina oficial não recompõe essa energia que foi fragmentada, e por não atuar a esse nível o indivíduo segue aprofundando seu desequilíbrio, em marcha, na direção da abertura de quadros crônicos cada vez mais complexos.

Nesse sentido, no contexto da homeopatia, foi desenvolvida uma pesquisa ao longo dos últimos 20 anos que pudesse atuar diretamente nesses centros dinâmicos, de forma a operar no terreno biológico, através de uma atuação direta sobre todo o sistema glandular, estabelecendo, com isso, um processo contínuo de auto-organização interna.

Esses elementos da natureza na forma de ultradiluições são utilizados nesta metodologia como medicamentos homeopáticos. Denominados especificamente de fatores de auto-organização que, em última instância, repassam uma informação biofísica para o biocampo do indivíduo, compatível com os padrões universais de saúde, apagando dessa forma a informação mórbida pré-instalada. Isso promove uma reestruturação interna nos centros dinâmicos com conseqüente recuperação da saúde do indivíduo em todos os níveis e, também, quebra do ciclo do estresse.

Hoje se realizam, em diversas universidades, pesquisas que comprovam a atuação dos fatores de auto-organização em diversas áreas da saúde e demonstram reversão total de sintomas de intoxicação em ratos intoxicados na DL50 , isto é , uma dose programada para matar 50% dos animais. Em duas horas, 100% dos animais estão totalmente recuperados de todos os sintomas letais do veneno, contrariando o que se afirma sobre lentidão do tratamento homeopático. Outras pesquisas estão sendo realizadas com doença de Chagas, envenenamento por jararaca, leischmaniose. Os resultados têm sido muito impressionantes. Buscamos realizar pesquisas apenas com envenenamentos e doenças graves, para evitar qualquer possibilidade de os animais escaparem sem a ajuda do tratamento homeopático.

A proposta da medicina que utiliza os medicamentos homeopáticos na metodologia dos fatores de auto-organização baseia-se na medicina do sujeito, visando ao equilíbrio do indivíduo como um todo.

Observamos, de uma forma geral, que a grande maioria das pessoas desconhecem que os medicamentos homeopáticos atuam em quadros agudos e crônicos de todas as etiologias, em todas as alterações psíquicas, nos distúrbios de comportamento, nas doenças degenerativas, dependências químicas, intoxicações e em todas as doenças decorrentes do estresse, permitindo um realinhamento do indivíduo com sua natureza essencial.

Entendemos que a medicina deva entrar nessa nova era - numa proposta de não só atuar através da bioquímica como vem atuando, mas de entrar na abordagem biofísica na qual operam as ultradiluições através dos medicamentos homeopáticos, de forma a buscar um olhar na direção da alma dos seres, resolvendo as questões na própria dimensão profunda em que esses desequilíbrios se originam.